Rádio Romualdo – Sintonizando você com as melhores músicas.

menu x
menu x

NOTÍCIAS

Fundador d’O Rappa, Marcelo Yuka morre aos 53 anos no RJ

Causa da morte foi um AVC isquêmico, informou o Hospital Quinta D’or, onde o artista estava internado
O baterista e fundador do grupo O RappaMarcelo Yuka, morreu às 23h40 desta sexta-feira, 18, aos 53 anos. A informação foi confirmada pela assessoria do Hospital Quinta D’Or, no Rio de Janeiro, onde o artista estava internado.
Segundo a unidade médica, a causa da morte foi um AVC isquêmico. Em respeito à família, não foi informado, por ora, o horário e local do velório de Yuka.
Marcelo Yuka, nome artístico de Marcelo Fontes do Nascimento Viana de Santa Ana, era um dos fundadores da banda O Rappa e, anos depois, idealizador do grupo F.UR.T.O. Sua vida sofreu uma forte guinada desde o dia em que acabou baleado em um assalto no Rio na noite do dia 9 de novembro de 2000.
Yuka tentou impedir que oito bandidos roubassem o carro de uma mulher, nas esquinas das ruas Andrade Neves José Higino, no bairro da Tijuca, Zona Norte do Rio. Os bandidos dispararam nove tiros no músico, todos pelas costas, e um dos disparos atingiu a segunda vértebra torácica. Ele nunca mais conseguiria andar. Em 2015, ele escreveu sobre o ocorrido em seu perfil no Facebook.
“No dia de hoje, há exatos 15 anos, 9 tiros me colocaram na cadeira de rodas… Me perdi, subi e desci ao inferno sem ter a certeza que não voltaria mais à escuridão… Se cheguei até aqui foi por amor, o amor de várias mulheres, amigos e mestres de todas as idades…. Minha mãe para positivar a data me deu esse dia como mais uma comemoração à vida, logo vou fazer 50 anos enquanto tenho 15… Obrigado a quem realmente esteve e está do meu lado durante essa jornada… Em breve, posto a letra da música que a Céu canta no meu disco, em que agradeço por não viver na paralisia do rancor. Talvez essa seja a maior virtude que ganhei… Ame fora da caixa”, escreveu.
Marcelo Yuka foi um dos fundadores do Rappa em 1993, com a intenção de acompanhar o cantor caribenho Papa Winnie em suas apresentações no Brasil. O grupo tinha Nelson Meirelles, que era produtor do Cidade NegraMarcelo Lobato (áfrica Gumbe); Alexandre Menezes, o Xandão; e Marcelo Yuka (que havia passado pela banda KMD-5).
Depois dos trabalhos com Winnie, os músicos resolveram seguir em frente e procuraram por um vocalista. Depois de anunciarem a vaga no jornal O Globo, chegaram a Marcelo FalcãoYuka ficaria no grupo até 2001, assinando músicas que ditavam o rumo ideológico do grupo, comoPescador de IlusõesA FeiraMinha Alma (A paz que eu não quero), entre outras.
Sua saída aconteceu depois de ficar paraplégico, com uma série de divergências entre ele e outros integrantes do grupo. O grupo F.UR.T.O, segundo o que dizia em suas entrevistas, se tratava de um projeto ainda maior, com intenções sociais, algo que não poderia fazer no Rappa.
Em uma fase mais recente, o baterista lançou um disco com o produtor Apollo 9 chamado Canções para depois do ódio, de 2017. Ali, seu combustível era biográfico, ressaltando a depressão pela qual havia passado, tratada com ioga e meditação. Yuka estava internado em estado grave no hospital Quinta D’Or, zona norte da capital fluminense.
No início deste mês, ele havia sofrido um segundo AVC (Acidente Vascular Cerebral). O primeiro havia ocorrido em agosto de 2018.

Repercurssão

Facebook Comentários

NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

B7
shares